03:24 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    John Bolton na Casa Branca.

    Assessor de Trump afirma que EUA continuam se apoiando na Doutrina Monroe

    © AP Photo / Susan Walsh
    Américas
    URL curta
    0 15

    O assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, confirmou que a Doutrina Monroe, adotada por Washington no final do século XIX e resumida na frase "A América para os americanos", continua a ser seguida pelos dirigentes do seu país.

    "Hoje proclamamos com orgulho para que todos ouçam: a Doutrina Monroe está viva e de boa saúde", disse Bolton, citado pela edição Observer

    Estabelecido em 1823 durante a presidência de James Monroe, este princípio da política exterior dos EUA buscava inicialmente fazer frente a todo o colonialismo europeu no continente americano. 

    Com o passar do tempo, o princípio foi adquirindo um tom imperialista, justificando a intervenção nos assuntos dos países latino-americanos.

    "O declínio do socialismo chegou ao nosso hemisfério […] Vamos precisar da ajuda de vocês nos próximos dias. Devemos todos rejeitar as forças do comunismo e do socialismo neste hemisfério, e neste país", afirmou Bolton durante um discurso na Associação de Veteranos da Baía dos Porcos na cidade de Miami, sudeste dos EUA.

    A invasão da Baía dos Porcos, organizada em 1961 com o apoio dos EUA, tinha como objetivo derrubar o governo de Fidel Castro em Cuba, mas acabou por falhar. 

    Mais:

    EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'
    Revista expõe falta de plano e de 'cartas' diplomáticas dos EUA na Venezuela
    Qual é a meta do centro estratégico dos EUA que convocou reunião secreta contra Venezuela?
    Tags:
    doutrina Monroe, John Bolton, América Latina, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar