12:38 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes em Madri segurando cartaz em apoio ao presidente legitimo da Venezuela, Nicolás Maduro

    Embaixador venezuelano na ONU: 'Guerra de Trump contra Venezuela está em pleno andamento'

    © Sputnik / Alejandro Martinez Velez
    Américas
    URL curta
    8133

    O representante permanente da Venezuela na ONU, Samuel Moncada, acusou os Estados Unidos de continuarem secretamente os preparativos para o uso da força militar no país caribenho.

    "A guerra de Trump contra a Venezuela está em pleno andamento, embora seus líderes a neguem publicamente. É uma operação multinacional clandestina, um crime em grande escala que está sendo planejado na capital dos Estados Unidos", afirmou Moncada.

    ​Conforme escreveu o jornalista norte-americano Max Blumenthal no site Grayzone, aproximadamente 40 pessoas influentes, incluindo assessores da administração Trump para a Venezuela, autoridades, diplomatas e militares dos EUA e de vários países da América do Sul, participaram de uma reunião extraoficial organizada pelo Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS) em Washington no dia 10 de abril.

    Para o embaixador, foi "uma reunião sinistra que ficará marcada na história vergonhosa das guerras americanas no mundo".

    "Nessa reunião secreta, foi planejado como promover uma guerra contra a Venezuela", acrescentou.

    "As águias [referência aos EUA] não reconhecem publicamente a sua participação nesta reunião criminosa. Mas o seu compromisso com a guerra está claro no título do convite. O motivo é perpetrar um crime contra a humanidade", afirma o representante.

    Mais:

    Pompeo confirma intervenção militar na Venezuela como opção possível
    Chancelaria russa: EUA fracassam sua guerra-relâmpago na Venezuela
    Chanceler cubano diz que solidariedade com Venezuela é uma 'questão de princípio'
    Tags:
    guerra secreta, Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS), Max Blumenthal, Samuel Moncada, Donald Trump, Venezuela, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar