20:25 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Mike Pence, vice-presidente dos EUA, durante campanha eleitoral de 2016, em Nova Hampshire, 7/11/2016

    EUA pretendem colocar 34 navios ligados à PDVSA na lista de sanções

    © REUTERS / Carlo Allegri
    Américas
    URL curta
    17216

    O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, declarou nesta sexta-feira que os Estados Unidos estão se preparando para adotar novas sanções contra o setor energético da Venezuela.

    Em discurso na Universidade de Rice, em Houston, Pence afirmou que as novas medidas afetarão 34 navios ligados à companhia de petróleo estatal PDVSA. Além disso, os EUA também irão punir duas empresas que transportam petróleo venezuelano para Cuba.

    "Estamos considerando sanções adicionais contra o setor financeiro [da Venezuela] nos próximos dias", acrescentou o vice-presidente.

    Essa nova rodada de sanções tem como objetivo aumentar a pressão sobre o presidente de fato da Venezuela, Nicolás Maduro, não reconhecido como chefe de Estado por Washington. Segundo Pence, a Casa Branca pretende seguir apoiando o autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó, bem como o povo venezuelano, "até que sua liberdade seja restaurada". 

    ​"A luta na Venezuela é entre ditadura e democracia, e a liberdade tem o momentum. Nicolás Maduro é um ditador sem direito legítimo ao poder, e Nicolás Maduro deve partir."

    Mais:

    Maduro: 'império' americano está conduzindo guerra não convencional contra Venezuela
    Washington pede reunião no Conselho de Segurança da ONU para discutir crise na Venezuela
    'O que está acontecendo na Venezuela é semelhante à situação na Síria', diz Assad
    Por que razão China aumenta importação de petróleo do Irã e Venezuela?
    Tags:
    sanções, PDVSA, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Mike Pence, Cuba, Caracas, Washington, Venezuela, eua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar