05:30 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Aviões Boeing 737 MAX da Southwest Airlines no aeroporto de Victorville, no estado americano da Califórnia

    Mídia: Sensor defeituoso que derrubou o Boeing 737 foi 'reparado' na Flórida

    © AFP 2019 / Getty Images/ Mario Tama
    Américas
    URL curta
    406
    Nos siga no

    O sensor de ângulo de ataque instalado no Boeing 737 MAX da Lion Air, que caiu no Mar de Java, foi reparado em assistência técnica na Flórida chamada XTRA Aerospace, informou a Bloomberg, citando arquivos de briefing preparados por investigadores indonésios para o Parlamento. A manutenção ainda é considerada uma das possíveis causas do acidente.

    De acordo com o relatório de briefing elaborado pelo Comitê Nacional de Segurança nos Transportes da Indonésia (NTSC), citado pela Bloomberg, o sensor não funcionou corretamente após ter sido instalado na aeronave. Ele foi instalado após a equipe da Lion Air reportar problemas com as leituras do sensor em velocidade e altitude.

    A agência observou que não está claro se o sensor foi testado após a instalação e por que tais testes, se foram realizados, não revelaram que ele estava com defeito. A XTRA Aerospace expressou condolências às famílias das vítimas e prometeu total cooperação com os órgãos que investigam os casos do Boeing 737 MAX. Também não está claro se a empresa foi responsável pelos reparos de um sensor similar no avião da Ethiopian Airlines.

    Perguntas sobre o sistema anti-estolagem do 737 MAX surgiram depois que dois aviões da série caíram em um espaço de cinco meses. O segundo incidente levou a um banimento global do jato mais vendido da Boeing.

    A investigação ainda está em andamento, mas autoridades já informaram ter encontrado semelhanças entre o acidente com o avião 610 da Lion Air Flight 6 em outubro de 2018 e o vôo 302 da Ethiopian Airlines em 10 de março. Além disso, o MCAS foi considerado uma possível motivação para o acidente com o Boeing da Lion Air.

    Tags:
    737, Lion Air Group, Comitê Nacional de Segurança nos Transportes da Indonésia, Ethiopian Airlines, Boeing, Bloomberg, Indonésia, Flórida
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar