22:08 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    A então presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner em encontro com Putin (arquivo)

    Cristina Kirchner é investigada por uso pessoal de aviões presidenciais

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Américas
    URL curta
    414

    O juiz federal argentino Claudio Bonadio lançou uma nova investigação nesta quinta-feira (28) sobre a ex-presidente Cristina Kirchner.

    Bonadio afirma que a líder argentina cometeu desvio de fundos "ao se aproveitar da frota do avião presidencial" enquanto era chefe do Executivo da Argentina, de 2007 a 2015, e enquanto era parlamentar entre 2003 e 2007, período em que seu falecido marido, Néstor Kirchner, comandava o país.

    Ela foi acusada de usar aviões presidenciais para transportar móveis, uma cama, roupas, jornais e até um cabeleireiro para suas casas no sul da Argentina. Ela tem foro privilegiado desde que foi eleita para o Senado em 2017.

    De acordo com Bonadio, o testemunho dos pilotos mostra que Cristina e Néstor Kirchner usavam regularmente a frota presidencial para levar os jornais de Buenos Aires para cidades de Rio Gallegos e El Calafate.

    A ex-presidente nega ter cometido atos irregulares.

    Mais:

    Argentina fica ainda mais pobre na segunda metade de 2018
    Espécie de dinossauro antes desconhecida foi encontrada na Argentina (FOTO)
    Acordo entre Brasil e EUA sobre trigo pode prejudicar relações com Argentina?
    PIB da Argentina caiu 6,2% no quarto trimestre de 2018
    Brasil e Argentina confirmam apoio a candidato de Guaidó para posto no BID
    Tags:
    Cristina Kirchner, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar