20:00 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, em Caracas, 8 de agosto de 2017

    Venezuela rebate críticas ao desembarque de militares russos

    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Américas
    URL curta
    12232
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, rebateu nesta quarta-feira os governos latino-americanos que criticaram a chegada de dois aviões com militares russos para a Venezuela.

    "É surpreendente a hipocrisia dos governos da região que mantêm em seu território militares e bases dos EUA — único país a ter usado armas nucleares contra civis). [Eles] têm a coragem de desafiar a cooperação técnico-militar entre Venezuela e Rússia, que vem se desenvolvendo desde 2001", disse Arreaza em sua conta no Twitter.

    Autoridades da Colômbia e do Brasil comentaram com preocupação a chegada no último sábado na Venezuela de dois aviões com militares russos.

    O ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, descreveu a ação como uma "incursão militar", com ajuda da qual o presidente Nicolás Maduro buscaria permanecer no poder.

    Já o vice-Presidente do Brasil, Antônio Hamilton Mourão, disse em uma reunião com empresários de seu país estar preocupado. Mourão acrescentou, sem mencionar nem os EUA nem a Rússia que duas grandes potências estariam brigando por Venezuela e que o Brasil precisa se posicionar "corretamente".

    Mais:

    Aeronaves militares russas na Venezuela são uma provocação: vice-presidente dos EUA
    Trump diz que Rússia deve sair da Venezuela: 'todos os meios estão sendo avaliados'
    Rússia nega interferência na Venezuela: 'EUA acham que América Latina é seu quintal'
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar