18:35 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Depósitos de armazenamento de petróleo da PDVSA

    Petrolífera estatal venezuelana planeja abrir filial na Rússia

    © AP Photo / Fernando Llano
    Américas
    URL curta
    5110
    Nos siga no

    A empresa petrolífera estatal venezuelana PDVSA tenciona abrir um escritório na Rússia, disse o ministro venezuelano do Petróleo e presidente da empresa, Manuel Quevedo, aos jornalistas.

    "Continuamos as nossas relações com a Rússia, a Rússia é nosso parceiro. Continuamos a fortalecer nossas relações e vamos abrir um filial da PDVSA na Rússia", disse Quevedo.

    No final de janeiro, as autoridades norte-americanas impuseram sanções contra a PDVSA, bloqueando US$ 7 bilhões (R$ 26,6 bilhões) da empresa, bloqueando o acesso de Caracas à conta onde o dinheiro dessa empresa, proveniente da venda de petróleo, está depositado. De acordo com as autoridades americanas, a PDVSA deve sofrer cerca de US$ 11 bilhões (R$ 49,1 bilhões) em perdas até o final do ano.

    Como condição para a anulação das sanções, as autoridades dos EUA exigem a entrega de poder a Juan Guaidó, que se declarou presidente interino do país. O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, ordenou o fechamento do filial da PDVSA em Lisboa e a sua transferência para Moscou.

    Caracas explicou isso pelo fato de que a Europa não pode mais garantir a segurança dos ativos venezuelanos. Anteriormente, o Banco de Inglaterra recusou-se a devolver o ouro da Venezuela depositado nesse país.

    Mais:

    Jogos de petróleo: por que PDVSA venezuelana troca Lisboa por Moscou?
    Venezuela redireciona exportações de petróleo dos EUA para a Ásia
    Exercícios militares na Venezuela focam na proteção da rede elétrica do país
    Tags:
    petroleira, empresa, PDVSA, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar