19:07 15 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Embaixada dos EUA em Havana,Cuba

    Díaz-Canel: Cuba segue firme e decidida diante de agressões dos EUA

    © AP Photo / Pablo Martinez Monsivais, Pool
    Américas
    URL curta
    14171

    O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, reiterou neste domingo a postura firme e decidida com a qual o seu país pretende seguir resistindo às pressões internacionais impostas pelos Estados Unidos.

    Em declarações em sua conta no Twitter, o líder cubano destacou alguns dos muitos obstáculos impostos por Washington nos últimos 60 anos, após a revolução de 1959.

    ​"Falsos incidentes contra diplomatas, lei Helms-Burton, Doutrina Monroe, agora, a decisão de obstaculizar as viagens de cidadãos cubanos, linguagem ameaçadora, toda uma escalada agressiva contra a Revolução Cubana. Mas Cuba [segue] firme e decidida", disse Canel. 

    No último 15 de março, a Embaixada dos EUA em Havana anunciou a redução do tempo para os vistos B2 concedidos a cidadãos cubanos que visitam os Estados Unidos, que agora terá três meses com uma única entrada. Até então, esses vistos eram concedidos com várias entradas e eram válidos por cinco anos.

    A decisão foi duramente criticada pelo governo de Cuba, que a descreveu como mais uma maneira de intensificar as medidas coercivas contra a ilha  e uma maneira de impedir os contatos familiares entre os cidadãos cubanos que se encontram em lados diferentes do estreito da Flórida.

    Mais:

    Pompeo acusa Rússia e Cuba de minar democracia na Venezuela
    Pompeo: EUA seguirão ajudando Cuba e Nicarágua no caminho para a democracia
    Analista americano sugere repetir cenário da Crise dos Mísseis de Cuba na Venezuela
    Tags:
    1959, lei Helms-Burton, doutrina Monroe, Revolução Cubana, Miguel Díaz-Canel, estreito da Flórida, Flórida, Estados Unidos, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar