08:47 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Militares venezuelanos (imagem referencial)

    Venezuela lança exercícios militares em grande escala (FOTO)

    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Américas
    URL curta
    14223

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou em 16 de março o início dos exercícios militares Ana Karina Rote, explicando qual é o objetivo destas manobras.

    Maduro anunciou em sua conta no Twitter que esses exercícios estão sendo realizados para proteger os serviços estratégicos do país.

    No dia 16 de março, se iniciam os Exercícios de Ação Integral Ana Karina Rote para proteger os serviços estratégicos da nação. Não permitiremos que os inimigos da Pátria roubem novamente a tranquilidade do heroico povo venezuelano

    Anteriormente, o presidente venezuelano Nicolás Maduro disse que os ataques ao sistema elétrico nacional continuam após o apagão do passado 7 de março. O presidente assinalou também que o objetivo dos exercícios militares Ana Karina Rote é posicionar todas as forças civis e militares para assegurar o sistema elétrico nacional, assim como o fornecimento de água.

    O colapso energético na Venezuela ocorreu no dia 7 de março após um acidente na Hidrelétrica de Guri, responsável pelo fornecimento de 80% da energia ao país, como resultado de um ataque cibernético ao sistema de controle da usina, segundo o governo. O apagão durou até quarta-feira (13), atingindo 21 dos 23 estados do país.

    Maduro responsabilizou os EUA pela guerra energética contra a Venezuela. Washington, por sua vez, negou qualquer tipo de participação. A Corpoelec, a companhia elétrica estatal venezuelana, considerou o incidente de "sabotagem" e de episódio da guerra energética contra o país.

    Mais:

    Enviado especial dos EUA à Venezuela reconhece que Guaidó 'não está no poder'
    EUA estão ponderando castigar Visa e Mastercard por operarem na Venezuela, escreve Reuters
    Colapso energético na Venezuela: quais serão as consequências para Guaidó?
    Tags:
    proteção, serviço, exercício militar, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar