02:41 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Juan Guaidó, líder da oposição venezuelana

    Guaidó: 'todas as opções' continuam na mesa para acabar com governo Maduro

    © AP Photo / Fernando Llano
    Américas
    URL curta
    1234
    Nos siga no

    O promotor-geral venezuelano, Tarek Saab, solicitou uma investigação sobre o possível papel do autoproclamado presidente Guaidó na sabotagem da rede elétrica do país, que provocou um devastador "apagão" na semana passada.

    O parlamentar venezuelano de oposição e auto-intitulado "presidente interino" Juan Guaidó disse que "todas as opções" permanecem na mesa para forçar o governo de Maduro a renunciar.

    "Nós tentamos de tudo na Venezuela. Literalmente. E sempre dentro dos limites da não-violência: através de protestos pacíficos, exercendo nossos direitos, através de insistência. Mas também há uma sensação de frustração", disse Guaido ao jornal El Pais, em uma entrevista publicada nesta quinta-feira.

    "Como um venezuelano se defende contra um grupo armado? Ou contra grupos paramilitares que constantemente o assediam? Ou de um regime que sequestra as forças armadas e lhes nega comida e remédios? Há um franco dilema aqui em relação à proteção dos cidadãos", disse o líder da oposição.

    "Então, para nós, o mais responsável é a discussão de todas as opções", disse Guaidó.

    As declarações da oposição ecoaram as feitas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, que indicou que "todas as opções" permaneceram na resolução da crise venezuelana, e que Caracas assumiu como possível uso da força militar para derrubar o governo de Maduro.

    Guaidó, se declarou presidente interino no final de janeiro e foi imediatamente reconhecido pelos EUA, Canadá e muitos dos aliados latino-americanos e europeus de Washington. O governo venezuelano descreveu a ação da oposição como uma tentativa de golpe de Estado. Rússia, China, Bolívia, Cuba, Irã, Síria e cerca de uma dúzia de outros países não reconheceram Guaidó.

    Mais:

    Colapso energético na Venezuela: quais serão as consequências para Guaidó?
    Venezuela está a ponto de iniciar 2ª fase dos grandiosos exercícios militares
    Tanques de petróleo em chamas na Venezuela: ministro bolivariano culpa Estados Unidos
    Fim do apagão: Venezuela anuncia restabelecimento do fornecimento de energia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar