05:27 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Jorge Rodríguez, alcalde de Caracas

    Fim do apagão: Venezuela anuncia restabelecimento do fornecimento de energia

    © REUTERS / Marco Bello
    Américas
    URL curta
    8181
    Nos siga no

    O ministro das Comunicações da Venezuela, Jorge Rodríguez, anunciou nesta quarta-feira que o serviço de eletricidade foi restaurado em todo o país, após o apagão que afetou os 23 estados da nação caribenha por vários dias.

    "A partir de hoje [quarta-feira], 100% do serviço de eletricidade em todo o país foi completamente restaurado", afirmou Rodriguez em uma transmissão do Palácio de Miraflores, sede do governo em Caracas.

    O ministro explicou que ainda há alguns problemas de energia em algumas áreas no leste de Caracas, relacionadas a transformadores que, segundo ele, foram sabotados.

    No entanto, Rodriguez disse que nessas áreas 70% do serviço foi restaurado, mas que ainda há um remanescente que "deve ser resolvido nas próximas horas".

    O ministro também informou que todas as atividades que foram suspensas desde sexta-feira devido ao blecaute, exceto as educacionais, que continuarão suspensas por mais 24 horas.

    "O presidente Nicolás Maduro decidiu que as atividades de trabalho serão retomadas a partir de amanhã [quinta-feira], todas as atividades de trabalho: linhas privadas públicas, atividade comercial, atividade produtiva, a atividade industrial, e a atividade terciária todo o território nacional", declarou Rodríguez

    O funcionário acrescentou que as atividades escolares "em todos os níveis estão suspensas por mais 24 horas".

    As redes de eletricidade venezuelanas entraram em colapso em 7 de março, depois de um colapso na represa hidrelétrica de Gurí, que fornece 80% do consumo de eletricidade da Venezuela, como resultado de um ataque de computador ao sistema de controle automatizado da usina, segundo o governo.

    O apagão que começou na quinta-feira e afetou os 23 estados do país até a tarde de terça-feira.

    A telefonia fixa e móvel também não funcionou em vários estados, como apurou a Sputnik.

    Maduro acusou os EUA de anunciar e dirigir a guerra cibernética elétrica contra a Venezuela.

    Mais:

    Quem teria provocado blecaute energético na Venezuela? Analista dá opções
    Maduro acusa Pompeo de estar por trás do ataque que deixou a Venezuela no escuro
    Mais de 5 mil pessoas entram na Colômbia após abertura da fronteira com Venezuela
    Tags:
    sabotagem, crise na venezuela, ataque cibernético, apagão, energia elétrica, Jorge Rodríguez, Nicolás Maduro, Caracas, Estados Unidos, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar