09:19 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Teste de mísseis THAAD (foto de arquivo)

    Pentágono pede US$ 13,6 bilhões para defesa antimísseis no ano fiscal de 2020

    CC BY 2.0 / Agência de Defesa contra Mísseis dos EUA / THAAD
    Américas
    URL curta
    749

    O presidente Donald Trump pediu US$ 13,6 bilhões ao Congresso para modernizar a defesa antimísseis do país e começar a desenvolver armas espaciais para combater armas hipersônicos, informou o Departamento de Defesa em um comunicado.

    "O Orçamento de 2020 financia a sustentação do aumento do investimento em defesa antimísseis que assumimos no ano fiscal de 2018 e 2019, enquanto também investimos em esforços de US$ 13,6 bilhões", disse o Departamento de Defesa em um resumo do orçamento militar proposto por Trump.

    A Revisão de Defesa de Mísseis descreve os sistemas de armas necessários para prevenir e derrotar os ataques adversários através de uma combinação de dissuasão, defesas antimísseis e operações de ataque, de acordo com o Departamento de Defesa.

    A Pasta elaborou ainda que o presidente Donald Trump solicitou um orçamento de US$ 250 milhões para o Pentágono para apoiar as forças militares e de segurança nacional na Ucrânia.

    "O pedido de orçamento para a Iniciativa de Dissuasão Europeia em 2020 inclui US$ 250 milhões para prestar assistência e apoio às forças militares e de segurança nacional da Ucrânia, e para a substituição de quaisquer armas ou artigos defensivos fornecidos ao Governo da Ucrânia do inventário dos Estados Unidos", afirmou o Pentágono.

    A proposta orçamentária do governo dos EUA listou US$ 750 bi em gastos totais de "defesa" para o ano fiscal de 2020, o que representa 4,7% a mais em relação aos US$ 716 bilhões alocados no ano fiscal de 2019.

    Tags:
    Departamento de Defesa dos EUA, Donald Trump, Estados Unidos, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar