15:12 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza

    Venezuela acusa EUA de 'celebrar' apagão na Venezuela

    © AP Photo / Seth Wenig
    Américas
    URL curta
    17172

    O ministro venezuelano das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, criticou os políticos próximos ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por "celebrar" os problemas de fornecimento de eletricidade enfrentados pelo país sul-americano.

    "Enquanto a sociedade venezuelana aceita calmamente as circunstâncias que resultaram da sabotagem na indústria de energia elétrica do país, e os funcionários da Corpoelec estão trabalhando incansavelmente, os políticos próximos a Donald Trump vêm celebrando, desfrutando da distorção irresponsável [de fatos], apesar de tudo que os venezuelanos estão passando ", escreveu Arreaza no Twitter em resposta aos recentes comentários de políticos dos EUA.

    Em seu tweet na sexta-feira, Arreaza se referiu aos tweets do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que negou as alegações de que Washington tenha participado do colapso do sistema elétrico.

    Além disso, na quinta-feira, o senador norte-americano Marco Rubio escreveu no Twitter que, há algumas semanas, o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro culpou as iguanas por causar danos à rede elétrica. Rubio também escreveu que ele tinha um vídeo do que causou o apagão em curso na Venezuela, publicando uma imagem de Godzilla atirando com o bafo de fogo. O tweet de Rubio se referiu à declaração do ministro venezuelano de eletricidade, Luis Motta Dominguez, que disse em outubro que as falhas de energia na Venezuela foram causadas por animais, incluindo iguanas, que entraram em usinas de energia elétrica.

    O ministro de Comunicação e Informação da Venezuela, Jorge Rodriguez, sugeriu na sexta-feira que Rubio e Pompeo soubessem do blecaute antes do acontecido.

    "Eles realizaram um ataque cibernético no sistema de controle automático. Tudo mostra que é um ataque multiforme e violento contra toda a Venezuela… Nos próximos dias, uma delegação chefiada pela Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, visitará a Venezuela nos próximos dias. Vamos mostrar a ela a prova desses crimes. Apresentaremos uma queixa a ela para que o mundo respeite os direitos humanos na Venezuela", afirmou Rodriguez.

    Um 'apagão' aconteceu na Venezuela nesta quinta-feira. Maduro culpou os Estados Unidos por sabotarem a distribuição de energia elétrica no país.

    Mais:

    Venezuela é atingida por apagão e governo local fala em 'sabotagem' (VÍDEO)
    Moscou: EUA insistem em mudança de governo na Venezuela, preparando tropas na fronteira
    Maduro: Venezuela é epicentro de uma batalha global entre socialismo e capitalismo
    Irã se posiciona contra ações unilaterais na Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar