13:38 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Iván Duque.

    Exército venezuelano deve apoiar Guaidó para acabar com a violência, diz Duque

    © REUTERS / Arnd Wiegmann
    Américas
    URL curta
    1421

    Os militares venezuelanos devem apoiar o líder oposicionista e autoproclamado presidente interino Juan Guaidó para acabar com a perseguição política na Venezuela, disse o presidente colombiano Iván Duque em reunião da Organização dos Estados Americanos (OEA).

    "Temos que convidar claramente os membros das forças militares da Venezuela a apoiar a Assembleia Nacional e o presidente Guaidó, dando-lhes as garantias para que o povo venezuelano possa falar francamente, a fim de logo acabar com essa terrível fase de violência e perseguição política", disse Duque.

    Duque destacou a necessidade de um grupo diplomático que promova a validade da Assembleia Nacional para proteger o povo venezuelano.

    Na quinta-feira, Duque anunciou que o Grupo Lima realizará uma reunião na próxima semana em Bogotá para discutir a situação na Venezuela.

    Departamento do Tesouro dos EUA em Washington
    © AP Photo / Jacquelyn Martin
    O Grupo Lima foi criado em 2017 e visa acabar com a crise na Venezuela. O grupo inclui Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Chile, Guiana, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru.

    Em 4 de fevereiro, o Grupo Lima se reuniu em Ottawa, Canadá, onde reconheceu Guaidó como presidente interino da Venezuela e o aceitou como membro do bloco.

    Guaidó proclamou-se presidente interino em 23 de janeiro, depois que a Assembleia Nacional, controlada pela oposição, proclamou que o atual presidente venezuelano Nicolás Maduro usurpou o poder.

    Maduro chamou Guaidó de fantoche dos Estados Unidos e informou Washington de sua decisão de romper relações diplomáticas. No entanto, os Estados Unidos se recusaram a retirar seu pessoal diplomático da Venezuela.

    Os militares venezuelanos reiteraram sua lealdade ao presidente Maduro, apesar dos apelos da oposição para mudar de lado.

    Mais:

    Céu protegido: Venezuela mostra como funcionam seus sistemas de defesa antiaérea (VÍDEO)
    Toneladas de medicamentos enviados por aliados chegaram à Venezuela (FOTOS)
    Maduro revela desejo de encontro com Trump para resolver crise na Venezuela
    Moscou trabalha com Caracas para uma solução para a crise da Venezuela, diz vice-chanceler
    Venezuela reforça bloqueio da ponte Tienditas na fronteira com a Colômbia
    Tags:
    Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Iván Duque, Venezuela, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar