09:04 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela (foto de arquivo)

    Enviado especial dos EUA diz que fim da crise na Venezuela depende da renúncia de Maduro

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Américas
    URL curta
    1124

    O enviado especial dos EUA para a Venezuela, Elliot Abrams, declarou nesta quinta-feira (14) que a renúncia de Nicolás Maduro é condição para o fim da crise na Venezuela.

    A declaração do diplomata surge após o embaixador venezuelano nos Estados Unidos, Carlos Vecchio, aliado do líder oposicionista Juan Guaidó, ter dito aos legisladores norte-americanos que eles precisam intensificar a pressão sobre Caracas.

    Segundo o Representante Especial dos EUA para a Venezuela, Elliott Abrams, resolver a crise política do país só será possível após a renúncia de Nicolas Maduro. Ele também prometeu visitar a região, mas não especificou quando exatamente.

    "Haverá algumas viagens, mas nada para anunciar agora", disse Abrams à margem da Conferência Global sobre a Crise Humanitária na Venezuela. "Eu certamente vou viajar, mas não tenho nada para anunciar", acrescentou. 

    Ao ser perguntado se ele planeja ter contato com autoridades russas para discutir a crise da Venezuela, Abrams também se limitou a dizer: "Quando eu fizer planos, nós os anunciaremos. Mas nada a dizer agora", disse o enviado à Sputnik em Washington, nos bastidores da conferência. 

    Mais:

    Venezuela anuncia criação de grupo de países para defender direitos estabelecidos pela ONU
    Analista explica por que até agora Guaidó não conseguiu poder real na Venezuela
    Colômbia declara estado de calamidade pública na fronteira da Venezuela
    Analista americano sugere repetir cenário da Crise dos Mísseis de Cuba na Venezuela
    Tags:
    crise, renúncia, Nicolás Maduro, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar