00:41 17 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela

    Uruguai considera que reconhecimento de Guaidó como presidente é 'irresponsável'

    © REUTERS / Manaure Quintero
    Américas
    URL curta
    0 111

    Para o Uruguai, o reconhecimento de Juán Guaidó como presidente da Venezuela é um ato "quase irresponsável" que pode levar ao conflito armado, disse o ministro das Relações Exteriores, Rodolfo Nin Novoa.

    "O reconhecimento [de Juan Guaidó como presidente da Venezuela] é um ato quase irresponsável, capaz de levar a Venezuela a um conflito armado", disse o ministro das Relações Exteriores.

    Além disso, o governo uruguaio não está disposto a reconhecer um presidente que não foi eleito pela população e que se proclama como tal com uma interpretação duvidosa da Constituição de seu país, disse o ministro das Relações Exteriores.

    "Não estamos dispostos a reconhecer um presidente não eleito, que se proclama como tal em uma interpretação mais que duvidosa da Constituição venezuelana fora de contexto e que gera uma base séria na América Latina e no mundo", disse o ministro das Relações Exteriores uruguaio.

    O Uruguai também está convencido da necessidade de manter canais abertos com o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro para facilitar as condições que permitam uma solução pacífica para a crise no país caribenho, acrescentou.

    Nin Novoa acrescentou que o governo uruguaio alertou sobre "o perigo" que representa para a Venezuela "uma situação em que o vencedor fica com tudo", e insistiu que continuará a propiciar uma solução negociada para a crise que o país caribenho atravessa.

    Tags:
    Uruguai, Venezuela