22:57 24 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Logótipo da empresa venezuelana PDVSA

    Relatos: nos últimos tempos PDVSA não abriu novas contas no Gazprombank russo

    © AFP 2019 / Juan Barreto
    Américas
    URL curta
    1180

    Representante do Gazprombank russo desmente que nos últimos tempos a petrolífera estatal venezuelana PDVSA tenha transferido suas contas para o banco em meio a sanções de Washington contra a petrolífera.

    As alegações que a petrolífera estatal venezuelana PDVSA estaria abrindo novas contas bancárias em um dos maiores bancos russos, o Gazprombank (GPB), não têm nenhum fundamento, informou um representante do Gazprombank.

    "A informação da Reuters não é verdadeira. Sendo uma das maiores petrolíferas no mundo, a PDVSA tem contas abertas em muitos grandes bancos, incluindo os internacionais. No âmbito da interação com várias empresas russas – clientes dos bancos do grupo GPB, há alguns anos atrás também foram abertas contas da PDVSA. Entretanto, sublinhamos que nenhumas novas contas foram abertas e não estão planejadas para serem abertas pelo banco", disse ele.

    Mais cedo, a agência Reuters informou que a PDVSA transferiu contas bancárias pertencentes às suas joint ventures para o Gazprombank, em meio a sanções dos EUA.

    Os EUA bloquearam todos os ativos da PDVSA na sua jurisdição e impuseram restrições comerciais contra a empresa em janeiro.

    s sanções contra PDVSA foram anunciadas em 28 de janeiro pelo secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin. Segundo ele, as novas restrições visam cuidar dos interesses dos venezuelanos, além de proteger seu próprio mercado.

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por sua vez, criticou as novas sanções dos EUA contra a PDVSA, considerando-as ilegais.

    Mais:

    Irã descobre novas reservas de petróleo em meio a sanções dos EUA
    Tags:
    Gazprombank, PDVSA, Rússia, Venezuela, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar