06:47 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Juan Guaidó, presidente de la Asamblea Nacional de Venezuela

    'Não temos problemas com a Rússia': Guaidó estaria disposto a cooperar com Moscou

    © REUTERS / Carlos Garcia Rawlins
    Américas
    URL curta
    12313
    Nos siga no

    Neste domingo (27), Carlos Berrizbeitia, um membro da Assembleia Nacional venezuelana disse à Sputnik que o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, pretende cooperar com a Rússia.

    Guaidó autoproclamou-se presidente interino durante uma manisfestação contra Nicolás Maduro na capital venezuelana, Caracas, na quarta-feira (23).

    "Nós não temos problemas com a Rússia. A Rússia poderia ser de grande ajuda para o novo governo", disse Berrizbeitia em entrevista à Sputnik neste domingo (27).

    Ele especificou que a cooperação áreas relacionadas à tecnologia no setor de petróleo e gás seria especialmente bem-vinda.

    "A única coisa que nós sempre criticamos foi a posição fraca da Rússia em relação às violações de direitos humanos na Venezuela. Mas a Rússia, assim como qualquer outro país europeu, deve saber que nossas portas estão abertas, e desejamos continuar investindo em regras precisas de cooperação sob o novo governo", acrescentou o membro do Parlamento, controlando pela oposição venezuelana.

    A autoproclamação de Guaidó impulsionou a crescente crise política venezuelana. Sua presidência interina foi reconhecida por países da região, tais como os Estados Unidos, o Brasil e a Argentina.

    No entanto, o governo do presidente Nicolás Maduro, reeleito nas últimas eleições presidenciais do país, continua sendo considerada legítimo por uma série de países. Entre eles, Uruguai, México, China e Rússia.

    Moscou tem expressado seu apoio a Maduro e se mantém à disposição para mediar o diálogo dentro da Venezuela.

    Mais:

    Bolton sobre Venezuela: 'Violência contra diplomatas dos EUA terá resposta significativa'
    Netanyahu: Israel reconhece Guaidó como novo líder da Venezuela
    EUA descartam planos de fechar embaixada na Venezuela
    Diplomata militar da Venezuela nos EUA diz não reconhecer governo Maduro
    Tags:
    crise na venezuela, Sputnik, Carlos Berrizbeitia, Nicolás Maduro, Juan Guaidó, Argentina, China, Uruguai, Rússia, Estados Unidos, México, Moscou, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar