15:42 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Presidente de Venezuela, Nicolás Maduro

    Maduro aceitaria mediação internacional para solucionar impasse com oposição

    © Sputnik / Sergey Guneev
    Américas
    URL curta
    Crise política na Venezuela se agrava (163)
    1132

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, garantiu que está disposto a dialogar com a oposição no formato de uma negociação com participação internacional. Esta proposta foi apresentada pelos governos do Uruguai e do México e foi apoiada pelas Nações Unidas e pela União Européia.

    Na abertura do ano judicial em Caracas, Maduro disse estar "de acordo com a iniciativa diplomática para o diálogo nacional na Venezuela", já que esse "deve ser o caminho" para resolver a crise política, "não o intervencionismo".

    A proposta do México e do Uruguai visa encontrar uma solução pacífica e democrática por meio de "um novo processo de negociação inclusiva e confiável, com pleno respeito ao Estado de Direito e aos direitos humanos".

    Anteriormente, em uma declaração conjunta, os governos do México e do Uruguai destacaram a importância de uma solução pacífica e democrática no país em crise.

    O analista internacional Luis Huacuja assegurou Sputnik Mundo de que a posição do governo mexicano "tem sido muito clara a partir de sua posição em relação ao Grupo de Lima".

    "Esta afirmação é um apelo à prudência com uma expressão de preocupação com o que está acontecendo na Venezuela e, por outro lado, mostra a disposição de fazer parte do diálogo. Uma posição dura e quase automática teria desqualificado o México como um possível mediador do conflito ", disse o analista.

    Tema:
    Crise política na Venezuela se agrava (163)

    Mais:

    Diplomatas norte-americanos começam a deixar Venezuela
    Especialista pondera de quem Venezuela pode ou não se defender em caso de conflito direto
    EUA recomendam que cidadãos norte-americanos que estejam na Venezuela saiam do país
    EUA utilizam Venezuela para atingir interesses petrolíferos chineses, diz especialista
    Washington usa na Venezuela 'mesmo guião' que na Líbia, opina analista
    Sanders diz que EUA não devem apoiar golpe na Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar