13:11 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Mike Pompeo

    EUA oferecem US$ 20 milhões em ajuda humanitária à Venezuela

    © AFP 2019 / SAUL LOEB
    Américas
    URL curta
    21211
    Nos siga no

    Os Estados Unidos estão prontos para oferecer mais de US$ 20 milhões em ajuda humanitária à Venezuela em meio ao agravamento da crise política no país, disse o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, durante reunião da Organização dos Estados Americanos (OEA) nesta quinta-feira (24), em Washington.

    "Hoje, estou anunciando que os Estados Unidos estão prontos para oferecer mais de US$ 20 milhões em ajuda humanitária para o povo da Venezuela", disse Pompeo.

    Pompeo ainda aproveitou o anúncio para pedir às Forças de Segurança da Venezuela que protejam o presidente interino venezuelano, Juan Guaidó.

    Na quarta-feira (24), Guaidó se autoproclamou o presidente interino da Venezuela. Os Estados Unidos querem que o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que venceu as últimas eleições presidenciais no país, deixe o cargo e deixe que Guaidó assuma a presidência. Em resposta, Maduro afirmou que Washington está tentando um golpe de Estado na Venezuela e anunciou sua decisão de cortar laços diplomáticos e políticos com os Estados Unidos.

    Até agora, Estados Unidos, Canadá, Albânia, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Geórgia, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai e Peru reconheceram o presidente interino.

    No início de janeiro, Maduro assumiu seu segundo mandato na Venezuela e começou seu segundo mandato presidencial, que dura até 2025. A OEA, membros do Grupo de Lima — exceto o México — e os Estados Unidos, se recusaram a reconhecer o segundo termo de Maduro.

    Mais:

    Embaixada da Venezuela em Washington suspende serviços consulares
    Quão desagradável seria a 'aventura' brasileira em uma intervenção militar na Venezuela?
    Ministro da defesa da Venezuela diz que há um golpe 'contra as instituições e democracia'
    Embaixador da Venezuela na Rússia diz que país não terá novas eleições: 'são irrelevantes'
    Tags:
    crise na venezuela, Nicolás Maduro, Juan Guaidó, Mike Pompeo, Venezuela, Peru, Paraguai, Honduras, Guatemala, Equador, Colômbia, Brasil, Argentina, Albânia, Canadá, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar