03:51 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Crise política na Venezuela se agrava (163)
    25715
    Nos siga no

    Os Estados Unidos não acreditam que o presidente Nicolás Maduro tenha a autoridade legal para romper os laços diplomáticos da Venezuela com Washington, disse o secretário de Estado, Mike Pompeo, em um comunicado à imprensa.

    Mais cedo, Maduro disse que a Venezuela rompeu relações diplomáticas com os Estados Unidos e ordenou a expulsão de seus diplomatas depois que o governo Trump reconheceu o líder da oposição, Juan Guaidó, como presidente interino da Venezuela.

    "Os Estados Unidos não reconhecem o regime de Maduro como o governo da Venezuela. Portanto, os Estados Unidos não consideram que o ex-presidente Nicolás Maduro tenha a autoridade legal para romper relações diplomáticas com os Estados Unidos ou declarar nossos diplomatas persona non grata", escreve Pompeo na nota.

    Pompeo também pediu que os militares venezuelanos protejam os cidadãos norte-americanos e disse que os Estados Unidos tomarão as medidas apropriadas para responsabilizar quem põe em perigo a segurança de americanos expatriados.

    A situação na Venezuela piorou consideravelmente após a posse de Nicolás Maduro, reconduzido ao poder no último dia 10 de janeiro. Países membros do Grupo de Lima — entre eles o Brasil — decidiram não reconhecer o novo mandato. Posteriormente, Brasil, Paraguai, Canadá e Estados Unidos decidiram reconhecer o presidente da Assembleia Nacional destituída, Juan Guaidó como o presidente interino do país.

    Tema:
    Crise política na Venezuela se agrava (163)
    Tags:
    Grupo de Lima, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Mike Pompeo, Estados Unidos, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar