16:59 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Amigos e familiares das vítimas do atentado contra a Academia de Polícia General Santander, em Bogotá

    Número de mortes no atentado contra escola policial na Colômbia ascende a 21

    © REUTERS / Luisa Gonzalez
    Américas
    URL curta
    534
    Nos siga no

    Segundo os dados atualizados, 21 pessoas morreram e 68 ficaram feridas devido ao atentado contra a Academia de Polícia General Santander, em Bogotá, informou a polícia colombiana.

    "Infelizmente, o saldo preliminar é de 21 pessoas mortas, incluindo o responsável do ataque, e de 68 feridos, que foram levados para diferentes hospitais com o apoio das equipes distritais de socorro e emergência", informou o comunicado divulgado pela polícia.

    Anteriormente, a polícia informou sobre 11 vítimas mortais.

    O presidente colombiano, Iván Duque, decretou luto de três dias após o atentado. Além disso, Duque sublinhou que as autoridades estão trabalhando para capturar e levar à justiça os restantes terroristas envolvidos no atentado.

    "Desde o momento dos fatos, estamos dando assistência e acompanhando às famílias das vítimas. Envio a todos elas o meu carinho e minha gratidão. Em honra delas, decretamos três dias de luto nacional", declarou o presidente na sua conta no Twitter.

    Em 16 de janeiro, um carro-bomba explodiu na entrada da Escola de Cadetes da Polícia General Santander, em Bogotá. O governo colombiano identificou José Aldemar Rojas Rodríguez como autor do atentado. Ele está entre os mortos, informou a imprensa local. A caminhonete dirigida por Rodríguez carregava 80 quilos de material explosivo.

    Mais:

    MPF denuncia agressor de Bolsonaro por atentado pessoal por inconformismo político
    Quem vai receber 'resposta esmagadora' do Irã pelo atentado em Ahvaz?
    México nega participação em atentado contra Maduro
    Tags:
    carro-bomba, atentado, explosão, vítimas, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar