03:23 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    242
    Nos siga no

    Em meio a controvérsia pela atuação profissional de sua esposa, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou que as críticas à educação cristã na América deveriam parar.

    Pence está sob críticas após sua esposa voltar a trabalhar em uma escola que diz ter o direito de recusar a empregar professores gays e lésbicas ou matricular crianças de pais gays ou lésbicas.

    Karen Pence está trabalhando na Immanuel Christian School, no norte da Virgínia.

    A Human Rights Campaign, o maior grupo de defesa dos direitos dos homossexuais do país, criticou o episódio e disse que ele mostra como o trabalho da família Pence beneficia apenas alguns. 

    Mas Pence afirmou na rede católica de notícias EWTN em uma entrevista que a América tem uma rica tradição de educação religiosa e que "ver grandes organizações de notícias atacando a educação cristã é profundamente ofensivo para nós".

    Mais:

    Imprensa revela qual será o plano de Trump para estabelecer a paz na Palestina
    Administração Trump poderá expandir escudo antimísseis estadunidense
    Vice de Trump exalta líder da oposição venezuelana e declara apoio dos EUA
    Sem Trump, Bolsonaro aparece como centro das atenções no Fórum de Davos
    Após desistir de viagem, Trump anuncia quem liderará delegação dos EUA no Fórum de Davos
    Pânico em Washington: Trump ameaça abandonar OTAN?
    Tags:
    Mike Pence, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar