08:25 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Al Tanf, no sul da Síria

    EUA vão pôr fim a operações militares que não recebem apoio suficiente de outros países

    © AP Photo / Hammurabi's Justice News
    Américas
    URL curta
    10122

    O presidente americano, Donald Trump, afirma que os Estados Unidos pretendem pôr fim às operações militares para as quais não recebem suficiente assistência financeira e militar de outros países desenvolvidos.

    O mandatário estadunidense anunciou esses planos através de uma postagem na sua conta do Twitter.

    "As guerras sem fim, especialmente aquelas travadas devido a decisões erradas tomadas há muitos anos, e aquelas em que não recebemos suficiente assistência financeira ou militar por parte dos países ricos que se beneficiam bastante do que fazemos, terminarão finalmente"

    Em 19 de dezembro, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou a vitória sobre o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) na Síria e anunciou a retirada de cerca de 2 mil soldados atualmente deslocados naquele país.

    Desde 2014, os Estados Unidos e seus aliados realizam uma operação contra o Daesh no Iraque e na Síria. No entanto, na Síria suas tropas operam sem permissão das autoridades do país, que consideram tais ações como ocupação. Os militares americanos no país, junto com as Forças Democráticas da Síria, controlam territórios no leste e no nordeste, ricos em recursos naturais.

    Mais:

    Retirada dos EUA da Síria não muda a estratégia contra o Irã, diz Pompeo
    Casa Branca nega que Trump 'mudou de ideia' sobre a Síria
    Trump: EUA deixará a Síria 'no ritmo correto', mas continua lutando contra Daesh
    Líder da oposição síria apela aos líderes árabes para que não retomem laços com Damasco
    Tags:
    tropas, apoio militar, ajuda financeira, operação militar, Donald Trump, Iraque, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar