15:53 24 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    352
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou neste domingo que Jamal Badawi, um agente do grupo terrorista Al-Qaeda, responsável por um ataque contra o navio USS Cole em 2000, havia sido morto em um ataque aéreo.

    "Nosso GRANDE EXÉRCITO fez justiça para os heróis perdidos e feridos no ataque covarde ao USS Cole. Acabamos de matar o líder desse ataque, Jamal al-Badawi. Nosso trabalho contra a Al-Qaeda continua. Nós nunca pararemos em nossa luta contra o terrorismo islâmico radical!", escreveu Trump no Twitter.

    O Comando Central dos EUA confirmou horas depois que Badawi foi morto em um ataque de precisão no governo do Marib, no Iêmen, em 1º de janeiro deste ano.

    "Jamal al-Badawi era um agente da Al-Qaeda envolvido no atentado do USS Cole. Forças dos EUA confirmaram os resultados do ataque após um processo deliberado de avaliação", disseram os militares também no Twitter.

    A mídia norte-americana informou neste sábado que Badawi, que foi indiciado por um grande júri em 2003 por orquestrar o ataque de 12 de outubro de 2000 ao USS Cole – em um incidente que matou 17 marinheiros americanos –, havia sido morto em um ataque dos EUA no Iêmen.

    Mais:

    Moscou: Frente al-Nusra e terroristas ligados à Al-Qaeda organizam provocações em Idlib
    Estudo descarta vínculos entre Irã e Al-Qaeda no planejamento de ataques terroristas
    EUA realizaram 6 ataques aéreos contra Al-Qaeda no Iêmen
    Tags:
    terrorismo, atentado, ataque, USS Cole, Al-Qaeda, Jamal al-Badawi, Donald Trump, Marib, Iêmen, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar