15:48 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante coletiva de imprensa com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, após a reunião em Helsinque, em 16 de julho de 2018

    Trump revela 'a maior farsa' na história da política norte-americana

    © Sputnik / Sergey Guneev
    Américas
    URL curta
    11324

    O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que os últimos dados confirmaram "a ausência completa" de provas do seu "conluio com a Rússia".

    O líder norte-americano sublinhou que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e o FBI falsificaram a investigação durante o mandato do presidente Barack Obama para ajudar Hillary Clinton a vencer as eleições.

    ​"Absolutamente nada" (de conluio com a Rússia). Kimberley Strassel, The Wall Street Journal. A fabricação do conluio com a Rússia é a maior farsa na história da política americana. O único conluio russo foi com Hillary e os democratas!

    Anteriormente, a jornalista Kimberley Strassel, do The Wall Street Journal, escreveu sobre o conluio entre Trump e as autoridades russas durante as eleições presidenciais de 2016.

    As autoridades dos Estados Unidos têm repetidamente acusado a Rússia de ter interferido nas eleições presidenciais de 2016, que tiveram como resultado a vitória de Donald Trump sobre a candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton.

    O procurador especial do Departamento de Justiça dos EUA Robert Mueller e sua equipe seguem investigando as alegações de conluio entre a Rússia e a campanha eleitoral do presidente Trump. Tanto o presidente dos EUA como os responsáveis oficiais do governo russo negam as acusações.

    Mais:

    Trump diz que 'EUA não podem continuar sendo a polícia do mundo'
    Sem muro, sem governo: Trump bate o pé e promete manter os EUA paralisados
    Investigação de Mueller sobre suposta interferência russa pode acabar em Israel
    Donald Trump explica por que não está preocupado com impeachment
    Tags:
    acusação, política, farsa, fabricação, eleições 2016, FBI, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar