02:00 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    O ditador chileno Augusto Pinochet e seu homólogo argentino, Jorge Rafael Videa.

    Argentina: Justiça condena 2 militares por sequestros e tortura durante ditadura

    © AFP 2019 / Stringer
    Américas
    URL curta
    511

    Um ex-comandante da Força Aérea Argentina e um ex-agente de inteligência foram condenados nesta sexta-feira (28) a 15 e 13 anos de prisão, respectivamente. A pena é pela participação em sequestros e tortura ocorridos durante a ditadura que governou o país sul-americano (1976 -1983), informou a imprensa local.

    De acordo com a Justiça, os crimes de Omar Rubens Graffigna e Jorge Monteverde ocorreram no centro clandestino chamado Virrey Cevallos, localizado na capital, que estava sob o comando da Força Aérea.

    A mesma decisão absolveu Enrique Monteverde, irmão Jorge Monteverde, e acusado dos mesmos crimes. 

    O único que participou da audiência foi Graffigna, de 91 anos. Ele já havia sido acusado em outro julgamento por crimes contra a humanidade, mas foi absolvido em 1985.

    Organizações de direitos humanos estimam que durante a ditadura argentina cerca de 30.000 foram mortas ou desaparecidas. 

    Mais:

    Excesso de regulações prejudica comércio entre Brasil e Argentina, diz especialista
    Argentina de Macri entra em recessão e pode ter queda de 2,6% no PIB
    Encontrados fósseis de bicho-preguiça gigantesco na costa argentina (FOTOS)
    Brasil e Argentina fecham acordo sobre cooperação nuclear
    China e Argentina assinam plano de ação até 2023
    Tags:
    Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar