22:39 08 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    A procuradora-geral de Nova York afirmou nesta terça-feira que a instituição de caridade do presidente dos Estados Unidos, a Fundação Trump, concordou em se dissolver sob supervisão judicial.

    No entendimento da procuradora, Barbara Underwood, o chefe de Estado norte-americano, Donald Trump, estaria supostamente usando a fundação de forma indevida para promover seus interesses comerciais e também a teria utilizado para fortalecer sua candidatura à Casa Branca em 2016.

    Em decorrência do acordo firmado entre as partes, os bens pertencentes à fundação do presidente serão entregues a outros grupos de caridade que a procuradoria estudará cuidadosamente.

    A ação impetrada por Underwood em junho aponta um padrão de conduta ilegal por mais de uma década, envolvendo uma coordenação política indevida com a campanha presidencial e uso de ativos da fundação para promover hotéis e outros negócios de Trump, em violação das normas que regem esse tipo de instituição. O processo solicita indenização de US$ 2,8 milhões e multas adicionais não especificadas.

    Para os advogados da fundação, o processo como um todo refletiria uma atitude tendenciosa e generalizada contra o atual presidente dos Estados Unidos. 

    Mais:

    Ponto sem volta: Trump levou dívida dos EUA a nível crítico?
    'Só sobre meu cadáver' Trump seria interrogado por Mueller, diz advogado do presidente
    Donald Trump explica por que não está preocupado com impeachment
    Tags:
    Casa Branca, Fundação Trump, Barbara Underwood, Donald Trump, Nova York, Estados Unidos, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar