17:43 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Um F / A-18C recebe combustível de um KC-10 Extender, um dos aviões de reabastecimento do Comando Central dos EUA.

    Pentágono cobrará dos sauditas US$ 331 milhões como reembolso por abastecimento de aviões

    © Força Aérea dos EUA/CENTCOM/Equipe do Sgt. Preston Webb
    Américas
    URL curta
    1157

    O senador norte-americano Jack Reed, membro do Comitê de Serviços Armados do Senado, anunciou que o Pentágono vai requisitar à coalizão liderada pela Arábia Saudita "o reembolso de US$ 331 milhões para os contribuintes norte-americanos" pelo reabastecimento de aviões de guerra nunca pagos por Riad.

    O Pentágono afirmou anteriormente que não cobrou devidamente a Coalizão saudita por serviços de reabastecimento por causa de "erros na contabilidade", segundo um memorando interno datado de 28 de novembro.

    Uma "revisão cuidadosa" forçará o Pentágono a recuperar todos os fundos gastos em combustível, serviços de reabastecimento e horas de voo, segundo o anúncio.

    "O povo norte-americano não deve ser forçado a arcar com esses custos, e encorajo o Departamento de Defesa a tomar medidas para obter o reembolso total", disse Reed no comunicado enviado à imprensa, acrescentando que a notícia "ressalta a necessidade de supervisão do Departamento".

    O senador observou que a guerra no Iêmen "aliviou a pressão sobre a Al-Qaeda e [Daesh]" e concluiu que "é hora de a guerra acabar". Na quinta-feira, o Senado votou pelo fim total da assistência militar dos EUA para a Guerra do Iêmen.

    Tags:
    Guerra do Iêmen, Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Senado dos EUA, Daesh, Pentágono, Al-Qaeda, Jack Reed, Estados Unidos, Iêmen, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar