10:33 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, falando com jornalistas

    Judeus americanos dizem que razão do massacre na sinagoga foi política de Trump

    © REUTERS / Mike Theiler
    Américas
    URL curta
    11103

    O departamento de Pittsburgh da organização judaica norte-americana Bend The Arc publicou no seu site oficial uma carta aberta ao líder dos EUA, Donald Trump, manifestando-se contra a sua visita a Pittsburgh, visto que, segundo eles, foi a política nacionalista do presidente que levou ao tiroteio na sinagoga.

    Anteriormente, foi informado que Trump prometeu visitar Pittsburgh, onde no sábado (27) um tiroteio na sinagoga local causou 11 mortos.

    "Nos últimos três anos, as suas palavras e as suas políticas encorajaram um crescente movimento nacionalista branco. Você mesmo chamou o assassino de 'mal', mas a violência de ontem é a culminação direta de sua influência", diz a carta.

    "Presidente Trump, você não é bem-vindo em Pittsburgh enquanto não condenar completamente o nacionalismo branco", declarou a organização judaica de Pittsburgh.

    Um atirador abriu fogo no sábado no interior de uma sinagoga em Pittsburgh, matando 11 pessoas e ferindo outras 6, incluindo policiais, segundo as autoridades norte-americanas. O criminoso estaria disparando de um rifle e gritando frases contra os judeus.

    Mais:

    Suspeito de massacre em sinagoga dos EUA é indiciado por 29 crimes
    Autoridades de Pittsburgh: 11 morreram em tiroteio na sinagoga
    Trump após ataque a sinagoga em Pittsburgh: 'EUA devem endurecer pena de morte'
    Meninas arquitetam matança em escola nos EUA para serem aceitas pelo diabo
    Tags:
    nacionalismo, sinagoga, judeus, mortos, massacre, violência, tiroteio, Donald Trump, Pittsburgh, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik