09:23 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Trump se reúne com apoiadores na Pensilvânia.

    Trump acusa imprensa de tentar 'marcar pontos políticos'

    © Sputnik/ Katelyn Oaks
    Américas
    URL curta
    101

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez uma longa crítica à imprensa nesta sexta-feira (26). O mandatário republicano afirmou que os repórteres estão buscando "usar as ações sinistras de um indivíduo para marcar pontos políticos". Ele fazia referência ao homem que foi preso após enviar bombas pelo correio para políticos e celebridades.

    Trump estava em campanha em Charlotte, Carolina do Norte, para apoiar dois candidatos do Partido Republicano.

    No dia 6 de novembro, os Estados Unidos realizarão uma eleição que decidirá o partido que irá dominar o Congresso.

    O presidente tem buscado se engajar na campanha. Ele planeja participar de pelo menos 10 comícios durante o período de cinco dias antes das eleições.

    Trump, que estava controlado nas suas aparições no começo da semana, voltou ao seu modo ofensivo e pediu o fim da "política de destruição pessoal".

    Ele afirmou, sem provas, que sua oponente no pleito de 2016, Hillary Clinton, é corrupta. A candidata do Partido Democrata foi uma das vítimas a receber uma bomba pelo correio.

    Trump disse aos repórteres ao deixar Washington que ele não tinha planos de amenizar sua retórica, acrescentando: "Eu poderia realmente acalmar. Porque, como você sabe, a mídia tem sido extremamente injusta comigo e com o Partido Republicano".

    Mais:

    'Fim do império' americano estaria próximo se Trump insistir com suas estratégias
    Ex-assessor de Trump anuncia apoio formal a Bolsonaro: 'Um grande líder'
    Apesar de apelos de agentes de inteligência, Trump se recusa a parar de usar iPhones
    'Inimigo da paz mundial': Evo Morales manda mensagem para Trump
    Pacifista dos EUA: Trump pode rasgar INF sem consenso do Senado
    Tags:
    Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik