16:49 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Mauricio Macri, presidente da Argentina.

    Caminhoneiros da Argentina anunciam greve

    © AP Photo / Natacha Pisarenko
    Américas
    URL curta
    5102

    Os caminhoneiros do sindicato Federación de Transportadores Argentinos (FETRA) anunciaram na noite de quarta-feira (17) que entrarão em greve na semana que vem para pedir um aumento nas taxas de frete.

    O presidente do sindicato, Claudio Enri, disse à Reuters que é necessário uma cláusula que reajuste o frete automaticamente para combater o cenário de hiperinflação. 

    Enri disse que o governo atualizou as tarifas pela última vez para contabilizar a inflação em julho.

    O sindicato também pede o congelamento do preço do combustível. 

    A medida poderá impactar a produção de grãos do país. Mais de 80% da produção agrícola do país é transportada por caminhão para os portos. A greve também poderia afetar a atividade portuária, embora atualmente seja a baixa temporada para grãos.

    A Argentina, a terceira maior economia da América Latina, está passando por uma crise econômica que levou o peso a perder mais da metade de seu valor desde o início do ano. A inflação na Argentina subiu 3,9% em agosto e 6,5% em setembro, de acordo com a agência oficial de estatísticas estatal. Espera-se que atinja 42% no final do ano.

    O país é um importante fornecedor de trigo, particularmente para o vizinho Brasil. A safra de trigo de 2018/19 começará nas próximas semanas, e deverá render 19 milhões de toneladas, segundo a Rosario Grains Exchange.

    Mais:

    Argentina integrará Conselho de Direitos Humanos da ONU pela quarta vez
    Dólar na Argentina é cotado ao menor valor desde o final de agosto
    Argentina critica exercícios militares e lançamento de mísseis britânicos nas Malvinas
    Justiça da Argentina confirma abertura de processo contra ex-presidenta Kirchner
    Tags:
    Mauricio Macri, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik