08:56 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Jamal Khashoggi

    Pompeo: EUA devem dar aos sauditas mais dias para investigar desaparecimento de jornalista

    © REUTERS / Middle East Monitor/Handout
    Américas
    URL curta
    704

    No início desta semana, Pompeo e o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman mantiveram conversas sobre o suposto assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi em Istambul, enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que Washington teria informações sobre o caso "em breve".

    "Eu disse ao presidente Trump nesta manhã que deveríamos dar a eles mais alguns dias… para que nós também tenhamos uma compreensão completa dos fatos" antes de decidir uma resposta, Pompeo disse aos repórteres na Casa Branca.

    Após visita à Arábia Saudita, Pompeo declarou que o governo do Reino havia prometido conduzir uma investigação sobre o desaparecimento do jornalista.

    "Eles [autoridades sauditas] também me asseguraram que conduzirão uma investigação completa de todos os fatos que cercam o Sr. Khashoggi e que farão isso em tempo hábil. Este relatório em si será transparente, para que todos vejam, para fazer perguntas sobre, e para inquirir com respeito a sua perfeição", Pompeo acrescentou.

    Khashoggi, um colunista do Washington Post conhecido por suas críticas a Riade, desapareceu em 2 de outubro depois de ir ao consulado saudita em Istambul para obter documentos necessários para seu casamento.

    A polícia turca alegou que o jornalista poderia ter sido assassinado dentro do prédio, mas a Arábia Saudita negou as acusações, ressaltando que ele deixou o consulado no final do dia. Riade também permitiu que investigadores realizassem uma busca dentro da instalação diplomática e na residência do cônsul.

    Tags:
    The Washington Post, Casa Branca, Jamal Khashoggi, Mike Pompeo, Mohammed bin Salman, Donald Trump, Riade, Istambul, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik