00:25 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Os ministros das Relações Exteriores dos Estados membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul) emitiu um comunicado em que repudiou a violência contra os manifestantes que ocorreu no domingo na Nicarágua, informou o Ministério das Relações Exteriores do Uruguai.

    "Os ministros das Relações Exteriores dos países da reunião do Mercosul em Montevidéu, vieram expressar a sua condenação das ações repressivas do governo nicaraguense contra os seus adversários e preocupação com a detenção de ativistas de direitos humanos que ocorreu no domingo 14 de outubro, o que representa um agravamento da crise social e política que este país está experimentando ", diz o texto.

    Os chanceleres Jorge Faurie da Argentina, Aloysio Nunes do Brasil, Luis Castiglioni do Paraguai e o anfitrião, Rodolfo Nin Novoa, "reiteram sua rejeição da restrição das liberdades individuais sofridas pelo povo da Nicarágua e do aumento da violência da repressão policial", em texto emitido após reunião para avançar o acordo entre o bloco sul-americano e a União Europeia.

    Segundo a imprensa local, a polícia da Nicarágua reprimiu pessoas que tentavam se manifestar contra o governo.

    Tags:
    violência policial, repressão, Mercosul, Nicarágua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar