04:05 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro

    Governo da Venezuela diz que vereador opositor detido cometeu suicídio

    © AP Photo / Ariana Cubillos
    Américas
    URL curta
    940

    O governo da Venezuela afirma que o vereador opositor Fernando Alban cometeu suicídio na prisão. Ele estava detido porque foi acusado de participar na tentativa fracassada de assassinato do presidente Nicolás Maduro.

    A versão oficial, contudo, é contestada pela oposição. 

    O procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, disse nesta segunda-feira (8) que Alban estava preso desde o final da semana passada. Ele representava um distrito na área de Caracas.

    Presidente venezuelano Nicolás Maduro (foto de arquivo)
    © REUTERS / Miraflores Palace/Handout via Reuters
    Mais de duas dúzias de pessoas foram presas sob suspeita de envolvimento no suposto complô no início de agosto para matar Maduro usando dois drones carregados de explosivos.

    O líder da oposição Julio Borges disse que Alban era um amigo pessoal e lançou dúvidas sobre a alegação de suicídio.

    Borges disse que, como católico e homem de família, Alban nunca se mataria.

    Mais:

    Russia fornece à Venezuela banco de dados de manutenção de armas
    Venezuela busca estreitar cooperação comercial com Síria
    Só Venezuela e nada sobre desemprego: como funciona a mídia espanhola
    Moscou pode instalar base militar na Venezuela para protegê-la do risco de intervenção?
    Rússia se diz pronta para apoiar desenvolvimento da Venezuela, afirma Lavrov
    Tags:
    Julio Borges, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik