15:20 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados do exército da Venezuela

    Russia fornece à Venezuela banco de dados de manutenção de armas

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Américas
    URL curta
    11354

    A Rússia forneceu à Venezuela um banco de dados eletrônico que apresenta informações sobre o estado do parque de armamento do país em tempo real, disse Artiom Kalashián, diretor da empresa russa Service Solutions Center, que faz parte da corporação Proekt-Technika.

    "É um banco de dados eletrônico chamado Grafit e desenvolvido pela Rússia para manter informações sobre o estado do armamento e do material de guerra", disse Kalashián à Sputnik.

    Ele comentou que o Grafit também permite informar os comandantes militares em tempo real sobre qualquer problema relacionado ao parque armamentista.

    "Para ajustar esse banco de dados às necessidades da Venezuela, viajamos por todo o país, registramos todo o seu armamento e automatizamos os serviços de manutenção, tarefas que nos levaram dois meses", afirmou.

    Como resultado, Kalashián enfatizou, o ministro da Defesa venezuelano foi capaz de conhecer o estado real do parque de armamento em seu país e obteve a lista com a análise dos problemas técnicos detectados.

    "Grafit é um banco de dados que inclui aplicativos móveis e de desktop, permitindo que os gerentes saibam de qualquer parte do país em que estado as equipes estão, quais são seus termos de serviço, que problemas específicos eles apresentam e quando a brigada de manutenção virá", disse Kalashián.

    Mais:

    Venezuela busca estreitar cooperação comercial com Síria
    Só Venezuela e nada sobre desemprego: como funciona a mídia espanhola
    Moscou pode instalar base militar na Venezuela para protegê-la do risco de intervenção?
    Rússia se diz pronta para apoiar desenvolvimento da Venezuela, afirma Lavrov
    EUA irão destinar 48 milhões de dólares em ajuda humanitária para Venezuela
    Tags:
    Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik