15:09 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Criptomoeda venezuelana Petro (imagem ilustrativa)

    Criptomoeda venezuelana petro entrará em vigor em 1º de outubro

    © Depositphotos / Stefanocarella
    Américas
    URL curta
    370

    A criptomoeda venezuelana, petro, começará a funcionar oficialmente como uma moeda de câmbio em 1º de outubro, de acordo com o que foi anunciado recentemente pelo chefe de Estado, Nicolás Maduro.

    "Em 1º de outubro, o petro entra na rua para funcionar como uma moeda de troca de compra e moeda conversível, moeda digital de petróleo da Venezuela para o mundo", disse Maduro no dia 21 deste mês.

    Seis meses após a sua pré-venda, ainda não é possível fazer pagamentos ou adquirir bens com esta criptomoeda. Espera-se que em breve o presidente indique os mecanismos de "instalação inicial e definitiva" do petro.

    O valor inicial de um petro, de acordo com o estabelecido pelo governo venezuelano, será equivalente a um barril de carrinho petróleo bruto venezuelano, que fechou na sexta-feira em 73,13 dólares. A expectativa é de que surjam outras criptomoedas lastreadas em ouro, diamantes, gás e outros recursos naturais.

    O petro surgiu no final de 2017 como um plano do governo para evitar as sanções impostas pelo governo dos EUA aos seus títulos e sua principal indústria de petróleo PDVSA.

    No entanto, antes de sua pré-venda o presidente dos EUA, Donald Trump, emitiu um decreto contra a petro, proibindo a suA compra por qualquer empresa ou pessoa no seu país.

    Mais:

    Especialista explica por que futuro de petro venezuelano é muito duvidoso
    Maduro: petro passará a ser moeda de intercâmbio comercial a partir de outubro
    Nova moeda da Venezuela será lastreada pelo Petro
    Maduro estabelecerá taxa de câmbio única vinculada à criptomoeda 'Petro'
    Tags:
    petro, criptomoeda, Nicolás Maduro, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik