08:53 13 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Um oficial da Guarda dos Corpos do Corpo de Fuzileiros dos EUA em continência  durante a abertura oficial do Dia Nacional dos EUA.

    EUA reconhecem identidade de restos mortais de dois oficiais mortos na Guerra da Coreia

    © AP Photo / Luca Bruno
    Américas
    URL curta
    141

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na quinta-feira que os restos mortais de dois soldados norte-americanos mortos na Guerra da Coreia de 1950-53 foram identificados positivamente.

    "O sargento do Exército Charles H. McDaniel, 32, de Vernon, Indiana, e o soldado do Exército William H. Jones, 19, do Condado de Nash, Carolina do Norte, são os primeiros restos americanos da Coreia do Norte a serem identificados como resultado de minha cúpula com o presidente Kim", disse Trump em um post no Twitter. "Esses herois estão em casa, eles podem descansar em paz e esperamos que suas famílias possam encontrar".

    Em 1º de agosto, um total de 55 caixas contendo os restos mortais de soldados norte-americanos mortos durante a Guerra da Coreia foram entregues ao estado norte-americano do Havaí como parte do acordo feito pelos líderes dos dois países na reunião de 12 de junho em Cingapura.

    Em julho, o secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, disse que a decisão da Coreia do Norte de entregar os restos mortais de soldados dos EUA cria um ambiente encorajador para a diplomacia internacional. Mattis disse que também é possível que as forças militares norte-americanas viajem para procurar restos adicionais de tropas abatidas.

    Além disso, o Ministério das Relações Exteriores australiano também está discutindo o possível retorno dos restos mortais de soldados australianos que foram mortos na Guerra. De acordo com o Australian War Memorial, mais de 17.000 soldados australianos participaram do conflito, dos quais 340 foram mortos. Mais de 1.200 foram feridos e 29 se tornaram prisioneiros de guerra.

    Tags:
    Australian War Memorial, Ministério das Relações Exteriores da Austrália, Departamento de Defesa dos EUA, Kim Jong-un, Donald Trump, William H. Jones, Charles H. McDaniel, Cingapura, Vernon, Indiana, Havaí, Coreia do Norte, Carolina do Norte, Condado de Nash
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik