03:05 19 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Venezuela e dos EUA

    Invasão militar da Venezuela legitimaria 'ditadura' - presidente colombiano

    © AFP 2018 / Don Emmert
    Américas
    URL curta
    934

    O presidente colombiano Ivan Duque expressou nesta quinta-feira suas dúvidas sobre a necessidade de uma invasão militar internacional da Venezuela, proposta pelo chefe da Organização dos Estados Americanos (OEA).

    Do ponto de vista de Ivan Duque, uma invasão legitimará a ditadura no país sul-americano.

    Neste sábado, o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, disse que uma invasão militar da Venezuela, atingida pela crise, não poderia ser descartada.

    "Tal invasão militar terminará em legitimação do ditador [presidente venezuelano Nicolás Maduro] porque ele sempre procura uma oportunidade de criar uma imagem de um inimigo agressivo para aumentar seu poder", disse Duque à emissora de rádio Caracol.

    Na terça-feira, a Assembléia Nacional Constituinte da Venezuela emitiu um comunicado exigindo a imediata renúncia de Almagro em função de seus comentários. Maduro chamou Almagro de "lixo" e prometeu repelir qualquer possível invasão.

    A Venezuela vive uma profunda crise econômica, com hiperinflação e escassez de alimentos. Além disso, o país vem enfrentando protestos em massa. Como resultado, os venezuelanos estão buscando asilo em outros países, com mais de 2 milhões de pessoas deixando a Venezuela desde 2014, de acordo com as Nações Unidas. Cerca de 1 milhão de venezuelanos permanece na Colômbia.

    Na sexta-feira, Duque pediu à OEA e ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) assistência financeira para lidar com o afluxo de refugiados venezuelanos.

    Mais:

    Venezuela parece ter encontrado fórmula para afastar EUA e seus aliados (FOTOS)
    China ajudará Venezuela a resistir a sanções dos EUA
    Por que China aposta na aliança estratégica com Venezuela?
    Venezuela vai à ONU após líder da OEA não descartar invasão militar do país
    Venezuela acusa Colômbia de impedir retorno de mais de 70 venezuelanos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik