14:21 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Baleia na Península Valdés, Argentina

    Baleias estão esperando todos de braços abertos na Argentina (FOTOS, VÍDEO)

    CC BY-SA 2.0 / M M
    Américas
    URL curta
    0 0 0

    Este mamífero é um dos maiores do mundo, único no Hemisfério Sul, e agora está passando pelas águas da Península Valdés, na Argentina. Sputnik falou com um observador de baleias sobre a vida desses animais marinhos.

    A baleia-franca-austral nada lentamente. É a única de sua espécie que exala o vapor em forma de "V", em jatos que podem atingir cinco metros de altura. E agora a Península Valdés está com as portas abertas para receber esses maravilhosos animais. A Sputnik Mundo explica por que esse ano é mais especial do que os anteriores.

    "É uma baleia muito sociável, muito calma e muito simpática, daí o nome baleia franca", afirmou à Sputnik Micky Sosa, observador de baleias de Puerto Pirâmides, cidade argentina na Península Valdés, adicionando que as qualidades da baleia permitem compartilhar com elas bons momentos.

    A temporada oficial de observação começa em 15 de julho e termina em 15 de dezembro, mas, de acordo com Sosa, desde o fim de abril já é possível ver as primeiras baleias, únicas no Hemisfério Sul.

    Uma baleia-franca-austral pesa umas 40 toneladas. A fêmea é dois metros maior que o macho e atinge 15 metros de comprimento. Além de expelir o ar em forma de "V", essas baleias são caracterizadas pelos calos na pele que chegam a atingir cinco centímetros de altura, em diferentes partes da cabeça. Estes são marcas de nascença.

    Estas baleias têm cria a cada três anos. E neste ano, Sosa está feliz por perceber que o número de baleias aumentou consideravelmente em comparação com os anos anteriores: nos anos anteriores eles não excederam 1.000, mas agora sua população conta com 1.600 animais.

    "Muitos exemplares! Não é que vamos ver todos, obviamente, mas que o número aumentou é muito bom porque significa que a espécie está em recuperação", explicou.

    Vale estacar que desde 28 de setembro de 1984, a Argentina promulgou a Lei № 23.094 que protege esses mamíferos, comunica o site Por el País.

    Estes mamíferos habitam águas entre 20° e 60° de latitude nos oceanos do Pacífico Sul, Atlântico Sul e Índico Sul. Segundo Sosa, escolhem a Península Valdés porque é composto por dois golfos que protegem as águas do vento, não há grandes ondas, e temperatura do mar é quente.

    "Embora às vezes não possamos navegar porque é feio, não é o mesmo que estar em mar aberto, então elas são muito protegidas e é por isso que escolhem essa zona e há tantos animais."

    De acordo com Sosa, desde o início da temporada até o início de setembro você pode ver grupos de acasalamento. "Lá vamos ver três, quatro, cinco machos tentando se acasalar com uma fêmea, jogando diferentes tipos de jogos, onde a fêmea escapa e os machos vão atrás dela."

    O especialista descreveu como ocorrem esses "jogos de acasalamento": "Lá você vê comportamentos bruscos, de um lado, já do outro, muitos saltos, que pode ser machos marcando território ou uma forma de comunicação."

    Em setembro, uma grande parte dos machos vai embora, deixando fêmeas com filhotes de dois ou três meses. "São muito jovens e é fantástico poder vê-los se alimentando com a mãe ou brincando", disse Sosa.

    A observação

    Sosa trabalha para que os turistas possam "ter a experiência de estar perto desses maravilhosos animais". A observação é feita no mar, em um barco, por uma hora e meia.

    "Temos a possibilidade de ter uma baleia aqui em seu habitat natural, fazendo o que ela quer no momento, obviamente que isso intriga muito e todo mundo quer apreciá-las", disse.

    Sem dúvida, Puerto Pirâmides é um dos melhores lugares para ver as baleias em seu habitat natural, e é por isso que Sosa convida todos para visitá-las.

    Mais:

    Leviatã sai da água: baleia deixa turistas todos molhados
    Mergulhador é detido após cavalgar em tubarão-baleia (VÍDEO)
    Surfista colide com enorme baleia na Austrália (VÍDEO)
    Raro híbrido de baleia e golfinho é descoberto no Havaí (FOTO)
    Tags:
    mamíferos, animais marinhos, observação, baleias, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik