12:26 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Almirante William McRaven durante uma cerimônia na Casa Branca em 2011.

    Ex-almirante que comandou equipe de caça a bin Laden pede demissão do Pentágono

    © AP Photo / Charles Dharapak
    Américas
    URL curta
    886

    Em 2011, o almirante William McRaven foi encarregado da Operação Arpão de Neturno que eliminou o então líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden.

    McRaven, que foi chefe do Comando de Operações Especiais dos EUA de 2011 a 2014, renunciou ao conselho consultivo de tecnologia do Pentágono no domingo, de acordo com a Defense News.

    "Eu consideraria uma honra se você revogasse minha credencial de segurança também, para que eu possa adicionar meu nome à lista de homens e mulheres que se manifestaram contra sua Presidência", afirmou.

    McRaven deixou seu posto no Departamento de Defesa dos Estados Unidos depois de um editorial no The New York Times, onde criticou duramente o presidente Donald Trump por revogar a autorização de segurança do ex-diretor da CIA John Brennan e pediu a ele para revogá-lo da mesma forma.

    Trump cassou a permissão de segurança do ex-diretor da CIA em agosto, depois de uma onda de críticas contra o presidente dos Estados Unidos. A Casa Branca enfatizou que o movimento pretendia proteger informações sigilosas confidenciais de Brennan devido a sua "conduta e comportamento erráticos".

    Tags:
    Defense News, The New York Times, CIA, Casa Branca, Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Comando de Operações Especiais dos EUA, Donald Trump, John Brennan, William McRaven, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik