14:07 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Paul Manafort, ex-assessor do então candidato presidencial republicano Donald Trump (arquivo)

    Ex-chefe de campanha de Trump se declara culpado de 'conspiração' e promete colaborar

    © AP Photo / CHIP SOMODEVILLA/GETTY IMAGES NORTH AMERICA
    Américas
    URL curta
    514

    Após meses de negociações, o ex-diretor de campanha de Donald Trump durante as eleições presidenciais de 2016, Paul Manafort fechou acordo com o procurador-especial Robert 'Bob' Mueller e se declarou culpado de conspiração contra os EUA e obstrução da Justiça.

    O estrategista já havia sido condenado no mês passado por um tribubal federal acusado de não ter declarado US$ 16 milhões ganhos por consultoria política na Ucrânia no início dos anos 2010.

    Manafort entrenta até dez anos de prisão, mas não irá para a cadeia no curto prazo devido ao acordo de colaboração que fechou com Mueller na investigação sobre interferência russa nas eleições. Os termos de tal acordo não foram divulgados. A Casa Branca ainda não comentou.

    Tags:
    Casa Branca, Donald Trump, Paul Manafort, Rússia, Estados Unidos, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik