08:46 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Algemas

    FBI prende homem acusado de fazer ameaças de morte a jornalistas 'inimigos do povo'

    CC0
    Américas
    URL curta
    211

    O suspeito supostamente ameaçou matar jornalistas, dizendo que eles são os "inimigos do povo" em referência à famosa frase constantemente repetida pelo presidente americano Donald Trump.

    Robert Chain, de 68 anos, foi preso depois de ter repetidamente chamado o Boston Globe de "fake news" (notícias falsas) e feito ameaças de morte a seus jornalistas, informa o Huffington Post.

    De acordo com o relatório, durante uma ligação, o homem prometeu "atirar na sua cabeça desses filhos da mãe do Boston Globe. Atirar em cada um de vocês".

    "Vou atirar na p***a da sua cabeça ainda hoje, às quatro horas", teria dito ele em outra ligação, sugerindo que a equipe do jornal telefonasse ao conselho especial Robert Mueller para pedir ajuda.

    Quando os jornalistas perguntaram por que ele continua ameaçando-os, Chain supostamente respondeu: "Porque vocês são os inimigos do povo, e eu quero que vocês se f**am".

    "Enquanto vocês continuarem atacando o presidente, o presidente devidamente eleito dos Estados Unidos, na continuação de seus atos traiçoeiros e sediciosos, continuarei a ameaçar, assediar e irritar o Boston Globe, de propriedade do The New York Times, outro [jornal que publica] fake news", disse Chain. O Boston Globe não pertence ao The New York Times desde 2013

    Aparentemente, o homem parafrasesou o presidente dos EUA, Donald Trump, que em mais de uma ocasião classificou a imprensa como a "inimiga do povo", tornando a frase popular entre seus apoiadores.

    "A mídia do FAKE NEWS (os falhos @nytimes, @NBCNews, @ABC, @CBS, @CNN) não é minha inimiga, é inimiga do povo americano", twittou Trump em 18 de fevereiro.

    De acordo com o FBI, Chain possuía várias armas de fogo, incluindo um rifle de carabina de 9mm.

    O FBI disse que os telefonemas da Chain assustaram os funcionários do Globe, levando o jornal a chamar a polícia e contratar uma empresa de segurança privada para proteger seus funcionários.

    Após a prisão de Chain, o procurador federal de Massachusetts, Andrew Lelling, fez uma declaração dizendo que ameaças como as feitas pelo detido não seriam toleradas.

    "Qualquer um — independentemente da filiação política — que coloque em perigo a vida de outras pessoas será processado por este gabinete", disse Lelling. "Em um momento de crescente polarização política e em meio à crescente incidência de tiroteios em massa, a população deve  policiar sua própria retórica política. Ou nós vamos", afirmou.

    Tags:
    jornalistas, imprensa, ameaças de morte, FBI, NBC News, CNN, CBS News, ABC, The New York Times, Boston Globe, Andrew Lelling, Donald Trump, Robert Chain, Boston, Estados Unidos, Massachusetts
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik