08:04 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Iván Duque, presidente da Colômbia.

    Colômbia formaliza sua saída da Unasul

    © AFP 2018 / John Vizcaino
    Américas
    URL curta
    832

    O presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou na noite de segunda-feira (27) a formalização da saída de Bogotá da Unasul.

    "Quero informar aos colombianos que, no dia de hoje, por instruções precisas, o senhor chanceler da República, Carlos Holmes Trujillo, enviou à Unasul a carta em que nós denunciamos o tratado constitutivo da entidade e, em seis meses, se fará efetiva a saída da Colômbia dessa organização", afirmou o mandatário colombiano em discurso televisionado.

    A Unasul foi criada em 2008, com forte participação do então presidente venezuelano Hugo Chávez. O bloco foi uma tentativa de oposição à Organização dos Estados Americanos, sediada em Washington, que os esquerdistas consideraram uma ferramenta para promover a política dos EUA na América Latina.

    O futuro da Unasul, contudo, está em cheque. 

    "Não podemos seguir parte de uma instituição que tem sido o maior cúmplice da ditadura na Venezuela", disse Duque. 

    O Ministério da Informação da Venezuela não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

    Os demais membros da Unasul são Venezuela, Bolívia, Equador, Uruguai, Guiana e Suriname.

    Mais:

    Maduro adota plano que permite à Venezuela economizar em petros e ouro
    Professor avalia mudança de câmbio na Venezuela e prevê próximos passos da crise
    Tensão: Colômbia protesta contra nova incursão militar da Venezuela
    Rússia começa a produzir fuzis Kalashnikov na Venezuela em 2019
    Crise na Venezuela pode deixar Roraima 'no escuro'
    Equador abandona ALBA em resposta à crise migratória na Venezuela
    Tags:
    Iván Duque, Colômbia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik