07:54 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    O então candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump, durante uma coletiva de imprensa na Trump Tower, em Nova York (arquivo)

    Defesa de ex-advogado de Trump acusa presidente de incitação ao crime

    © AP Photo / Richard Drew
    Américas
    URL curta
    422

    O advogado de Michael Cohen, Lanny Davis, disse que seu cliente confessou ser culpado de várias acusações de modo a "dizer a verdade sobre Donald Trump". Cohen disse no tribunal que o então candidato o orientou a trabalhar ilegalmente para pagar duas mulheres de modo a impedir que elas influenciassem a campanha presidencial de 2016.

    "Michael Cohen deu esse passo hoje para que sua família possa seguir em frente", disse Davis em um comunicado. "Este é Michael, cumprindo sua promessa feita em 2 de julho de colocar sua família e seu país em primeiro lugar e dizer a verdade sobre Donald Trump. Hoje ele se levantou e testemunhou sob juramento que Donald Trump o orientou a cometer um crime fazendo pagamentos a duas mulheres com o principal objetivo de influenciar uma eleição".

    Acredita-se que as mulheres sejam a modelo da Playboy Karen McDougal e a estrela de filmes adultos Stormy Daniels. Daniels recebeu US$ 130.000 em dinheiro, enquanto McDougal recebeu US$ 150.000 para manterem silêncio sobre suas alegadas relações sexuais com Trump.

    "Se esses pagamentos foram um crime para Michael Cohen, então eles não seriam um crime para Donald Trump?", questiona Davis.

    A equipe jurídica de Trump assumiu uma posição diferente. "Não há nenhuma alegação de qualquer delito contra o presidente nas acusações do governo contra Cohen", disse o advogado de Trump, Rudy Giuliani, em um comunicado logo após a declaração de Cohen. "Está claro que, como observou o promotor, as ações de Cohen refletem um padrão de mentiras e desonestidade durante um período significativo de tempo".

    Cohen se declarou culpado na terça-feira de cinco acusações: evasão fiscal, declaração falsa a uma instituição financeira, contribuições corporativas ilícitas e contribuição excessiva de campanha. As contribuições de campanha ilegais estavam relacionadas com os pagamentos de silêncio feitos a Daniels e McDougal.

    O anúncio da sentença contra Michael Cohen está marcado para 12 de dezembro.

    Tags:
    Playboy, Lanny Davis, Rudy Giuliani, Donald Trump, Michael Cohen, Karen McDougal, Stormy Daniels, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar