06:37 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    John-Jackson, um dos donos da Capitol City Arms Supply, mostra um rifle de assalto AR-15 que está a venda.

    Nos EUA, cidade planeja armar guardas escolares com rifles AR-15

    © AP Photo/ Seth Perlman
    Américas
    URL curta
    341

    O Departamento de polícia de Bismarck, no estado norte-americano de Dakota do Norte, solicitou mais de US$ 25 mil do orçamento da cidade para fornecer às escolas locais rifles, coletes e kits de controle de hemorragia para casos de atiradores dentro das escolas, segundo reportou a mídia.

    As autoridades da cidade passaram a discutir o projeto depois que um ex-aluno realizou um tiroteio em 14 de fevereiro na escola Stoneman Douglas, no Estado da Flórida, matando 17 estudantes e professores, segundo informou a CNN nesta terça-feira (14) citando o chefe de polícia Dave Draovitch.

    O caso também desencadeou uma onda de manifestações em todo o país, al[em do aumento do número de evasão escolar contra a violência armada. Os manifestantes têm exigido um controles de armas mais rígido. Outro caso que elevou os ânimos dos cidadãos dos EUA ocorreu em 18 de maio, quando um atirador de 17 anos matou 10 pessoas e feriu outras 10 em uma escola de ensino médio na cidade de Santa Fé, no Texas.

    Logo após o caso na Flórida, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que os professores deveriam ser autorizados a portar armas e que verificações mais rigorosas devem ser aplicadas para os compradores de armas.

    Mais:

    Tiroteio é registrado em uma escola norte-americana
    Tiroteio em escola russa deixa 7 feridos
    Relato de tiroteio em escola nos EUA
    Tiroteio em escola dos EUA: polícia prende professor
    Tiroteio deixa mortos e dezenas de feridos em uma escola na Flórida
    Tags:
    Tiroteios em escolas dos EUA, CNN, Dave Draovitch, Donald Trump, Dakota do Norte, Texas, Santa Fé, Flórida, Bismarck, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik