12:54 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    As bandeiras nacionais dos EUA e do Irã

    Mike Pompeo diz que sanções são 'pilar' da política dos EUA com o Irã

    © AP Photo / Carlos Barria
    Américas
    URL curta
    703

    O secretário de Estado, Mike Pompeo, disse que as sanções dos EUA contra o Irã são um pilar importante na política norte-americana em relação a Teerã.

    Mike Pompeo diz que as sanções serão rigorosamente aplicadas e permanecerão em vigor até que o governo iraniano mude a forma como tem atuado. Essas sanções voltam a funcionar já nesta segunda-feira (6).

    Pompeo disse a repórteres a caminho de uma viagem que passará por três países do Sudeste Asiático que a administração Trump está aberta a olhar além das sanções, mas acrescenta que isso "exigirá uma enorme mudança" de Teerã.

    Ele disse que o presidente Donald Trump está empenhado em fazer com que o Irã "se comporte como um país normal".

    As sanções dos EUA foram retiradas pelo governo Obama sob os termos do marco do acordo nuclear do Irã de 2015. Porém, em maio, Donald Trump decidiu retirar-se do acordo.

    O Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA) apontava a limitação do programa nuclear iraniano, que em troca não receberia sanções dos governos signatários. Além dos Estados Unidos, China, Alemanha, França, Rússia e Reino Unido.

    Mais:

    Mídia: Sauditas admitem primeiro diplomata do Irã desde o encerramento de relações em 2016
    EUA, Irã ou Turquia: quem ganhará batalha final pela Síria?
    Intervenção militar americana no Irã: 2018 ou 2026?
    Sanções dos EUA contra Irã poderiam afetar indústria metalúrgica russa?
    Israel ameaça Irã com conflito militar por estreito-chave no mar Vermelho
    Tags:
    sanções econômicas, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), Donald Trump, Mike Pompeo, Reino Unido, França, Alemanha, China, Estados Unidos, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik