06:48 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, e seu homólogo russo, Vladimir Putin, durante a reunião em Helsinque, Finlândia

    Documentário revela 'maior ameaça à democracia norte-americana em 100 anos'

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Américas
    URL curta
    19016

    Em 31 de agosto, nos EUA será lançado em distribuição o filme documental "Active Measures" (Medidas Ativas, em português), no qual, segundo asseguram os criadores, seriam desvendados os laços contínuos entre o presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo norte-americano, Donald Trump.

    De acordo com a edição Variety, o documentário também "lançará luz" sobre a ingerência da Rússia nas presidenciais norte-americanas em 2016, que continua lhe sendo atribuída pela maioria de mídia estadunidense.

    Segundo assegura o realizador do filme, Jack Bryan, Trump tem sido um "fantoche" de Putin ao longo de muitas décadas. O artista tem certeza que o líder russo tem travado uma guerra política clandestina já por 30 anos, através de ciberataques, propaganda e corrupção.

    O novo filme inclui, nomeadamente, trechos de entrevistas com o senador John McCain, a ex-rival de Trump nas eleições, Hillary Clinton, o ex-embaixador estadunidense dos EUA em Moscou, Michael McFaul, bem como com outros políticos e representantes da inteligência norte-americana.

    "Quando começamos a fazer este filme, pensávamos que iriamos encontrar fatos escandalosos sobre Putin e Trump, mas acabamos encontrando a maior ameaça à democracia norte-americana em 100 anos", diz Bryan.

    Mais:

    Mueller quer questionar Donald Trump sobre obstrução da justiça
    'Você vai começar guerra, mas seremos nós a acabá-la', diz comandante iraniano a Trump
    Trump e Conselho Nacional de Segurança discutem proteção contra hackers estrangeiros
    Tags:
    intervenção, Vladimir Putin, Hillary Clinton, Michael McFaul, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik