03:26 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, e a primeira-dama Melania Trump, caminham no tapete em frente ao Força Aérea Um após descer em Londres.

    Trump estaria usando avião presidencial de forma irregular? Senadores dos EUA questionam

    © AP Photo / Pablo Martinez Monsivais
    Américas
    URL curta
    310

    Senadores dos EUA querem que inspetores-gerais do Pentágono e da Força Aérea investiguem se o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teria permitido que membros de seus clubes privados realizassem excursões privadas a bordo do avião presidencial.

    O pedido de investigação foi feito por 4 senadores democratas em carta enviada nesta quinta-feira (2).

    "Estou escrevendo para solicitar uma revisão do inspetor geral sobre quando e como indivíduos ganham visitas e acesso ao Força Aérea Um, e quais indivíduos receberam visitas ou acesso ao avião desde 20 de janeiro de 2017", disseram na carta assinada pelos senadores Elizabeth Warren, Tom Carper, Richard Blumenthal e Sheldon Whitehouse. A carta foi enviada ao inspetor-geral interino do Pentágono, Fine, e ao inspetor geral da Força Aérea, tenente-general Stayce Harris.

    A carta vem depois que a mídia norte-americana informou em julho que alguns membros dos clubes de Trump na Flórida parecem ter sido convidados a participar das viagens do Força Aérea Um. Ao menos duas dessas viagens parecem ter ocorrido, de acordo com a mídia.

    "Presidentes anteriores forneceram a amigos e até a doadores de campanha essas viagens no Força Aérea Um, mas os relatos de que membros do clube privado do presidente podem ter sido convidados a tais visitas são particularmente preocupantes porque seu relacionamento com o presidente surge de um relacionamento comercial contínuo com o presidente", diz a carta. "Se for verdade, esses relatórios podem significar que o presidente ou sua família usaram a propriedade do governo para obter ganhos privados", continua.

    Os senadores disseram que tal uso do Força Aérea Um poderia representar uma violação das regras federais de ética.

    "Os regulamentos de Ética do Governo dos Estados Unidos descrevem as obrigações básicas do serviço público e exigem que as autoridades federais não utilizem cargos públicos para ganhos privados", explicaram. Além disso, a lei federal de ética proíbe o uso de propriedade do governo, incluindo o Força Aérea Um, "para outros fins que não autorizados".

    O termo "Força Aérea Um" pode descrever qualquer aeronave da Força Aérea que carregue o presidente dos EUA, no entanto, o termo é usado também com relação a certos aviões equipados para transportar o comandante-chefe, de acordo com a Casa Branca.

    Mais:

    Deputado: libertação de territórios sírios é continuação das negociações Putin-Trump
    Mueller quer questionar Donald Trump sobre obstrução da justiça
    Trump acusa novamente a China de "práticas comerciais desleais"
    'Feito refém': Trump é enganado por sauditas sobre sanções contra Irã
    Trump sobre investigação relativa à Rússia: 'Colusão não é crime'
    Tags:
    EUA, Senado Federal, Força Aérea Um, Pentágono, Casa Branca, Stayce Harris, Sheldon Whitehouse, Richard Blumenthal, Tom Carper, Elizabeth Warren, Flórida, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik