05:06 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente Donald Trump e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, chegam para discurso conjunto no Jardim das Rosas da Casa Branca.

    Estados Unidos e União Europeia concordam em zerar tarifas comerciais em novo acordo

    © AP Photo / Alex Brandon
    Américas
    URL curta
    1098

    Os Estados Unidos e a União Europeia concordaram em estabelecer uma estrutura para reduzir as barreiras tarifárias e comerciais a bens negociados entre os dois lados, anunciou o presidente Donald Trump. Automóveis serão excluídos do acordo.

    O presidente classificou a ocasião como um "grande dia" para "comércio livre e justo".

    Para evitar uma guerra comercial entre EUA e União Europeia, uma delegação encabeçada pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, concordou em comprar mais produtos agrícolas dos EUA, elevar as tarifas sobre produtos industriais não-automotivos e aumentar as compras de gás natural liquefeito dos EUA. 

    Trump confirmou a notícia em um discurso no Jardim das Rosas do lado de fora da Casa Branca na tarde de quarta-feira. A UE vai "comprar muita soja", disse o presidente.

    Falando depois de seu encontro ao lado de Trump, Juncker anunciou que "Quando fui convidado… para a Casa Branca, eu tinha uma intenção. Era obter um acordo hoje. E obtivemos um acordo hoje".

    Os parceiros comerciais disseram concordar em trabalhar na reforma da Organização Mundial do Comércio e encontrar uma solução para as tarifas de metal impostas por Washington.

    "Nós concordamos hoje em trabalhar juntos para tarifas zero, barreiras não-tarifárias zero e subsídios zero para produtos industriais não-automotivos. Também trabalharemos para reduzir barreiras e aumentar o comércio de serviços, produtos químicos, farmacêuticos, produtos médicos, soja", disseram ambas as partes por meio de um comunicado.

    Tags:
    União Europeia, Organização Mundial do Comércio, Casa Branca, Donald Trump, Jean-Claude Juncker, Estados Unidos, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik